Select Page

Creches de Imperatriz têm mais de 100 crianças na lista de espera

Creches de Imperatriz têm mais de 100 crianças na lista de espera

Reportagem e foto de Jean Camapum

Pauta de Gledson Diegues

 

As listas de espera das creches em Imperatriz têm mais 100 crianças cadastradas. De acordo com a Semed (Secretaria Municipal de Educação), existem 38 creches públicas em Imperatriz com 6.483 crianças matriculadas. Essas creches, entretanto, são insuficientes para a população imperatrizense. Segundo um levantamento feito pelo Imperatriz Notícias foi constatado que, em média, existem três crianças na lista de espera para cada escolinha na cidade.

Creches públicas têm deficit de pelo menos três crianças por estabelecimento

Segundo a assessora pedagógica da Semed, Ivanete Vieira, não há previsão para criação de novas creches em Imperatriz e as crianças vão continuar na lista de espera até surgirem novas vagas. “É só ter paciência, geralmente a vaga surge somente no ano seguinte. Quem está matriculado não vai sair. As creches estão superlotadas, é uma demanda muito grande”, afirma Ivanete.

É o caso da creche Baby Junior, localizada no Conjunto Nova Vitória. Em 2016 o número de crianças na lista de espera chegou a 20. Neste ano, esse valor foi reduzido para apenas três. Segundo a diretora da creche, Maria Delma, a redução se dá pela escola do bairro que começou aceitar crianças a partir de dois anos. Vale ressaltar que a creche Baby Junior é a única do Conjunto Nova Vitória e tem que atender as crianças dos bairros vizinhos.

Entretanto, apesar das dificuldades, alguns pais conseguem matricular o seu filho em uma creche pública, como é o caso manicure Mayra Camila que teve sorte em conseguir inscrever sua filha na creche do seu bairro. Segundo a manicure, a criança não ficou na lista de espera. “No dia que creche marcou pra realizar a matricula da minha filha ela foi matriculada e nem ficou na lista de espera”, comemora Mayra.

Mas nem todos tem a mesma sorte. No mesmo bairro mora a estudante de Pedagogia Andreia Pereira. Andreia tentou colocar seu filho na creche Baby Junior, mas como não haviam vagas disponíveis optou por matricular o filho em uma creche particular. De acordo com Andreia, o preço da creche ficou acessível, pois a universitária conseguiu uma bolsa para a criança. “Como não haviam vagas disponíveis, tive que matricular meu filho em uma creche particular, pois ele precisa estudar”, declara a estudante.

Andreia não conseguiu vaga na creche pública e buscou vaga na particular

 

Uma outra alternativa

E, apesar de 3 crianças na fila por estabelecimento não ser muito, a falta de vagas é um problema para quem precisa trabalhar e não sabe onde deixar a criança. Como nem todo mundo consegue uma vaga em uma creche pública, a saída são as várias creches particulares em Imperatriz. No entanto, os valores não são lá os mais acessíveis. O preço de uma creche particular integral pode chegar até R$1.160, sendo em média R$500.

Contudo, caso os pais queiram matricular seu filho na creche mais próxima, existe um site que informa todas as informações necessárias como: endereço da creche, número de contato, consultar a infraestrutura e os equipamentos que as creche possui. As informações encontram-se no site http://www.escol.as/cidades/539-imperatriz/categories/1-creche.

 

 

 

 

 

 

About The Author