Select Page

Cuidados com a pele: os perigos de reproduzir tutoriais da internet

Cuidados com a pele: os perigos de reproduzir tutoriais da internet

 

Repórteres: Cassia Castro e Viviane Reis

Pauteiro: Rebeca Sousa Ribeiro

Os tutoriais de cuidado com a pele divulgados por blogueirase youtubersem suas redes sociais têm influenciado pessoas que buscam alternativas baratas e resultados imediatos para solucionarproblemas como eliminação de cravos e espinhas. Mas é preciso tomar cuidado, médicos e especialistas alertam para o risco dereproduzir misturas caseirasprincipalmente pelos riscos de se expor à reações alérgicas.

A dermatologista Karla Linhares indica que todos os tratamentos de cuidado com a pele devem ser feitos com produtos orientados por um médico e nunca por outros profissionais da área da saúde e muito menos por blogueiras e por pessoas que não entendem da área dermatológica. “A execução desses procedimentos podem irritar a pele e gerar o aparecimento de manchas, causando danos irreversíveis”, alerta.

A maquiadora Quezia não tem medo de experimentar produtos indicados por tutoriais

Apesar dos riscos muita gente experimenta essas dicas apresentadas em tutoriais. A fim de saber a relação das pessoas de Imperatriz com conteúdos de cuidado com a peleapresentados em canais do YouTube, o jornal Imperatriz Notícias realizou uma enquete, entre os dias 3 a 14 de novembro de 2017, com 56 internautas. No total, 71,4% das pessoas já tentaram reproduzir algum tipo tutorial. Dentre eles,76,8% foram mulheres e 23,2% homensentre a faixa etária de 15 a 19 anos.

É o caso damaquiadora Quezia Castro que ao reproduzir o tutorial de “truques para remover cravos”disse ter obtido resultado satisfatório, mas nada surpreendente. Acrescenta ainda que os produtos são fáceis de serem encontrados, pois a maioria deles tem em casa. Segundo ela, está consciente dos riscos, mas prefere arriscar.

“Antes de aplicar qualquer mistura no meu rosto verifico os possíveis efeitos que podem provocar em minha pele”, afirma Quezia.

Sobre o assunto,o dermatologista Antônio Regis explica que a razão dos entrevistados obterem resultados satisfatórios é consequência de que todo inicio de tutorial apresenta instruções para ser higiênico e fazer a limpeza do rosto antes da aplicação de qualquer produto. Sendo assim, qualquer tipo de limpeza já faz alguma diferença mesmo sem a aplicação da mistura, ou seja, mesmo fazendo a higienização da face, a execução desses procedimentosé umrisco e complicações podem surgir no futuro.

A dermatologista Karla Linhares alerta para os perigos e alergias

“O barato sai caro”

Nos vídeos são apresentados diversos tipos de tutoriais como “Truques para remover cravos e espinhas”, “Como acabar com machas no rosto” e “Máscaras caseiras para limpeza de pele”. Ao decorrer dos vídeossão utilizadosprodutos baratos e de fácil acesso como creme dental branco, alho, bicarbonato de sódio, mel, canela, sal grosso, cola branca, limão e entre outros.

De acordo com a dermatologista Karla quando se usa produtos caseiros não se sabe a real concentração da substancia utilizada e, portanto, seria um risco. Outro fator é que a utilização de certas misturas não tem comprovação científica para ser usado no tratamento de algum problema da pele da face. Alguns produtos como o alho, o bicarbonato e a pasta de dente possuem um risco enorme de manchar a pele quando exposto ao sol, podem causar alergias, obstrução dos poros e piorar ainda mais as espinhas. Ela alerta que “jamais deve ser usado esses certos produtos mesmo que forem amplamente divulgados na internet para solucionar problemas da pele”.

Enquete da matéria mostra que internauta arrisca nos cuidados com a pele em Imperatriz

A estudante Sara Caroline exemplifica bem esse caso. Segundo ela, após reproduzir um tutorial, que utilizava certos produtos como alho e bicarbonato de sódio, causou em sua pele irritação como coceira e ardência.“Jamais vou reproduzir esse tipo de truques, pois é risco que não quero correr novamente”, admite.

A utilização desses produtos baratos leva a questionar a validadedessas dicas e os efeitosque a pele podeestar exposta. Mesmo que essas técnicas apresentadas em tutoriais sejam reproduzidas apenas em situações de emergência,não evitaa possibilidade de surgir riscos em curto prazo como vermelhidão, irritação, coceira, inchaço ou em longo prazo com aparecimento de manchas e queimaduras. Sendo assim, o barato pode custar muito mais caro para a saúde da pele.

“cabe ressaltar que os efeitos colaterais não vão acontecer com todo mundo, pois apenas uma minoria podem apresentar essas consequências. Entretanto, esses efeitos podem ser tão graves que não justificam nem o uso esporádico. Se de dez pessoas, nove tiveram resultados positivos, mas uma teve uma sequela grave, não vale a pena arriscar. Sendo assim, não é recomendada a reprodução desses tipos de tutoriais”, acrescenta a dermatologista Karla.

Por que procurar um dermatologista?

O dermatologista é um profissional adequado, pois avalia as características de cada pele e orienta produtos adequados para cada tipo de tratamento. Nesse sentido, é importante fazer consultas regularmente para uma avaliação dermatológica onde identifica os problemase seleciona o melhor método e medicação para cada caso. É necessário também fazer examespara analisar ou identificar doenças de pele, que vai desde o cuidado da acne até casos mais graves.

“Apesar dos diversos fatores contribuírem para o cuidado da pele, manter uma dieta com alimentos saudáveis é de fundamental importância, pois somos o que nós comemos. Sendo assim, comer bem reflete uma pele sadia e bem cuidada”, garante a dermatologista Karla.

About The Author