Select Page

Cultura Geek se consolida em Imperatriz

Cultura Geek se consolida  em Imperatriz

Autoria: Antônio Rennan e Lais Sousa

Pauteiro: Juliana Taís Nava

 

O que inicialmente poderia parecer apenas um hobbie está se tornando uma grande oportunidade de empreendedorismo em Imperatriz: lojas e eventos especializados em produtos do seguimento nerd. O ramo, até então pouco explorado, tem se desenvolvido gradativamente no município, contemplando empresa consolidada há mais de três anos no mercado, como a GeekStore, mas também com novos empreendimentos como é o caso da loja Nerdz, há dois meses na cidade. Ademais, dois grandes eventos de interesse nerd marcam o calendário imperatrizense: O Animacon, tendo mês previsto para o acontecimento anual junho ou dezembro, comportando o total de aproximadamente três mil pessoas; e Animasul, realizado pela última vez em outubro de 2017.

Para o vendedor da loja Nerdz, Kayar do Santos Morais, o mercado está em ascensão, visto que o estabelecimento foi aberto há pouco tempo e já possui retornos econômicos satisfatórios. “Em Imperatriz temos um grande público, coisa que eu não acreditava por ser uma cidade pequena, e é um público que está crescendo bastante, por mais que tenhamos apenas dois meses e meio de comércio temos uma clientela bem vasta”, diz o vendedor.

Imperatriz já conta com duas lojas voltadas para o mercado nerd

Santos declara faturar em torno de R$ 3 mil por mês, sendo que o produto mais vendido são placas decorativas. Ainda referente às vendas, o proprietário da loja GeekStore, Bruno Henrique Lima, pontua conseguir fazer boas vendas em Imperatriz. “Consigo vender bastante, por volta de 200 peças por mês, e sem dúvidas o produto que mais vendemos é o botton, no qual chegamos a faturar bastante”, garante Lima. Seu sócio, Lucas Oliveira, complementa a afirmação declarando que vendem em torno de cinco a sete bottons por dia e cerca de 50 a 100 revistas por mês, exacerbando os lucros. “As vendas são bem lucrativas chegamos a faturar cerca de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil por mês em revistas de Otaku e HQs, mas em bottons conseguimos faturar cerca de R$ 9 mil em um mês”, abona Oliveira.

Observando esse mercado em ascensão, Lucas almeja unir à loja física uma plataforma virtual até o final de dezembro. “A loja virtual será nacional, iremos trabalhar com camisetas, canecas, bottons. “Em Imperatriz não iremos cobrar frete, vamos trabalhar com os mesmos produtos que trabalhamos na loja física, mas com a novidade de leilões, pois realizaremos um ou dois leiloes ao mês para aquelas pessoas que estão interessados em adquirir coleções inteiras”, planeja Oliveira.

 

Dork Y: Adultos apaixonados pelo mundo nerd                         

Enganam-se quem pensa que o universo geek é formado apenas por adolescentes, os fãs do universo nerd possuem as mais variadas idades. ‘’O público é bem variado, gerações de 2000 a 2010 são mais fã de Harry Potter; já quem consumiu o cinema a partir de 2010 vem mais atrás de produtos como o Homem de Ferro, Capitão América, etc… Agora, esses artigos como Naruto ou Dragon Ball é uma galera dos anos 90 pra cá, o objetivo dessas pessoas é o mesmo, mas os são perfis diferentes’’, salienta Lima.Além dos fãs, os comerciantes destacam que as lojas costumam atrair, também, pessoas que não consomem os produtos, mas querem presentear. “Tem pessoas que vêm só compra presentes, o que é algo bem comum”, diz Santos.

 

Universo popestimula o consumo de colecionáveis e movimenta comércio

Um exemplo de consumidor apaixonado pelo tema e, consequentemente, ajudante da movimentação do comércio na cidade é a vendedora da Loja Gabrielle, que é nerd há 15 anos e grande colecionadora de HQ (História em Quadrinho) quando criança, encantou-se pelo mundo dos hérois. “Eu gosto muito de assistir séries, assisto bastante, gosto muito de ler HQ’S, recentemente entrei no mundo dos games e animes, além disso com a animacon iniciei na vibe do cosplay, hoje sou uma participante fiel no concurso de cosplays”, explica Gabrielle. A vendedora, também compra produtos, colecionandosfunkos avaliando gastos de R$ 400,00 para loja onde trabalha.

 

Animacon ajuda a movimentar omercadogeek na cidade 

Produtos também poderão ser adquiridos via internet

O Animacon reúne mais de cinco mil jovens a cada edição; em Imperatriz, não diferente de demais cidades do Nordeste acontece todos os anos, tendo 2013 como a maior convenção nerd da Região Tocantina, criada pelo publicitário Jader Moreira que chegou à cidade em 2012. Em 2013 surgiu a ideia de criar um projeto voltado a cultura geek. “Tudo surgiu como uma brincadeira com amigos, sem a concepção de lucrar, esperávamos 500 pessoas, e fomos surpreendidos com três mil pessoas”, relata Jader. Antes, em suas primeiras edições, o organizador e fundador Moreira não pensava em lucrar com o evento, mas, hoje, ele pensa em viver apenas do Animacon. Nas quatro edições realizadas no Shopping Tocantins Center, nunca foi cobrada entrada, entretanto, a quinta edição será fechada, atendendo e dando mais espaçoaos amantes da cultura pop e afins. “Futuramente penso em algo maior para o evento, almejando organizar uma grande feira geek no Centro de Convenções”, explica.

 

 

About The Author