Select Page

Imperatriz Riversides ganha Triangular de Futebol Americano em João Lisboa

Imperatriz Riversides ganha Triangular de Futebol Americano em João Lisboa

O primeiro torneio oficial da região do Sul do Maranhão teve, também, outro time imperatrizense: o Imperatriz Titans

 

Por Rafael Pestana

 

Esse foi o primeiro título oficial da equipe Imperatriz Riversides

 

O time de futebol americano Imperatriz Riversides foi campeão do primeiro torneio “Triangular de Flag football da Região Tocantina”, o campeonato que aconteceu no Campo do Arcanjo, em João Lisboa, no último sábado dia 13/01. A disputa, que tem o intuito de preparar os times para as competições estaduais e nacionais, também premiou o Araguaína Cowboys, de Araguaína – TO, que levou o segundo lugar, e o Imperatriz Titans, de Imperatriz, que ficou na terceira colocação.

O “flag football” é uma modalidade do futebol americano que cresce a cada ano no Brasil

Além de ter sido fundamental para o desenvolvimento do esporte na região, o torneio também foi um marco para a história do Imperatriz Riversides, que teve seu primeiro título oficial em cima do Araguaína Cowboys, primeiro time a jogar contra os Riversides em amistosos anteriores e que já derrotou o time imperatrizense com o placar de 43 a 0. “Foi uma redenção. E a sensação foi, tipo, de um peso que saiu das costas e de finalmente a gente ser coroado por todos os nossos esforços, nossa raça”, relata Tayã Santana, um dos fundadores do Imperatriz Riversides.

Para os Araguaína Cowboys, a competição foi um aprendizado, como explica Gustavo de Freitas, jogador da equipe: “o resultado para o time foi extremamente satisfatório, jogamos muito bem e perdemos por detalhes, mas faz parte do jogo.”.

O esporte com origem norte-americana precisou ser ajustado para possibilitar a sua prática na cidade. Assim surgiu a modalidade “Flag”, também conhecida como futebol americano de bandeira, uma adaptação do futebol americano tradicional, na qual as pancadas características do jogo, são substituídas pelas retiradas das bandeiras dos jogadores, ou “flags”, como são conhecidas entre os adeptos do esporte. Sendo que, na modalidade de competição triangular, três equipes se enfrentam na disputa pelo título.

Equipes necessitam de apoio para terem as mínimas condições de treino

Essa adaptação também teve razões econômicas, já que os equipamentos padrões do futebol americano tradicional, que seriam necessários para amenizar os impactos do jogo, possuem um preço elevado. é o que explica Tayã Santana: “para nossa realidade, em Imperatriz, fica muito difícil porque os equipamentos são tudo importados e são caros. Cada peça chega a custar quase mil reais, e, para montar toda estrutura, seria um gasto enorme”.

Apesar das diferenças e da rivalidade entres as equipes, ambos os times passaram por um mesmo problema: a falta de incentivo material e financeiro. O Imperatriz Riversides, que surgiu com o nome de Imperatriz Dragons, foi fundado há três anos, por estudantes da UFMA que tinham, em comum, a paixão pelo futebol americano. Há mais ou menos um ano, a equipe decidiu homenagear a Beira Rio e o rio Tocantins, passando assim a se chamar Imperatriz Riversides.

Da fundação até hoje, o time vem passando por muitos obstáculos, tanto para treinar, quanto para equipar os seus jogadores. Uma das principais dificuldades está relacionada à, “falta de apoio, a gente treinava na Beira Rio e a bola caía no rio. A gente se machucava naquele cimento. E ainda falta de dinheiro (…) para viajar”, relata Tayã Santana.

Jogadores do Araguaína Cowboys acreditam que o esporte tem despertado interesse das crianças

Com os Araguaína Cowboys, que também nasceu da paixão compartilhada entre amigos pelo esporte, a fundação do time teve seus contratempos, como descreve Gustavo: “as dificuldades, surgiram desde o começo. Primeiro, foi para arranjar um lugar para treinar. Depois, para juntar uma galera bacana que tivesse a fim de desenvolver o esporte na cidade. E quando temos que jogar em outra cidade, surge a dificuldade financeira que faz com que nem todos possam participar.”

Por isso que a realização desse tipo de evento é algo a ser comemorado, pois para os amantes do futebol americano na região, além da divulgação do esporte que pode despertar o interesse de novos adeptos do futebol americano, patrocinadores e incentivos para as equipes serve também “para a interação entre as equipes, e para mostrar que o esporte está se difundindo cada vez mais, para que futuramente possamos ter torneios cada vez maiores e melhores”, conclui o jogador do Araguaína Cowboys, Gustavo de Freitas.

About The Author