Select Page

Enfermagem é o carro-chefe de escolas técnicas em Imperatriz

Enfermagem é o carro-chefe de escolas técnicas em Imperatriz

Pauteiro: Felipe da Silva Rodrigues

Repórteres: Ana Gilza Moura e Jonas Danilo Lima

Fotografia: Divulgação Eqtei

 

Curso de Técnico de Enfermagem é o mais procurado na cidade e representa garantia de emprego para a maioria dos estudantes

A área da enfermagem é considerada o carro-chefe de escolas técnicas em Imperatriz. De acordo com os coordenadores das escolas técnicas Alvorada, Nova Dinâmica e Eqtei (Escola de Qualificação Técnica de Enfermagem de Imperatriz), apesar de serem oferecidas 12 modalidades de cursos, Enfermagem é o mais procurado pelos jovens e adultos na cidade.

“Nossa média é de 500 inscritos por semestre. E nesse semestre, tivemos diretamente 450 matriculados”, afirma o Vice-Coordenador da escola Eqtei, João Paulo Oliveira. Segundo ele, dos 850 alunos inscritos na sua escola, 65% são dessa modalidade.

Essa é uma realidade que se repete em outras escolas técnicas de Imperatriz. A Alvorada e a Nova Dinâmica, por exemplo, apresentaram um número menor de alunos matriculados nesse curso, cerca de 357 na Alvorada e 60 na Nova Dinâmica, porém, mesmo com número baixo em relação a primeira escola citada, ambas afirmam que esse curso é o mais procurado. Conforme os dados desses estabelecimentos, dos 2 mil alunos da escola técnica Alvorada 70% são do curso Técnico de Enfermagem.

Os cursos técnicos, de maneira geral, são vistos como uma boa escolha para quem almeja ser inserido no mercado de trabalho rapidamente, isso é devido ao tempo menor de duração em relação a um curso superior. E nesse contexto, o de Enfermagem é o mais procurado porque de acordo com as pessoas que procuram essa formação, a área da saúde sempre vai ter mais demanda se comparada a outras áreas. “Acredito que por ser uma área que nunca acaba, todo momento pessoas precisam de ajuda, por isso a enfermagem é um curso muito concorrido”, ressalta a aluna da escola técnica Alvorada, Karolayne Silva.

Além disso, de acordo com os profissionais da área, o perfil do curso, que se propõe a lidar com pessoas e por forte apelo de ajudar, também são fatores que contribuem para a procura. “Eu gosto e adoro a minha profissão, sempre tive essa vocação de ser enfermeira”, declara a técnica de Enfermagem formada e atuante há 35 anos pela escola técnica Nova Dinâmica, Luzinete Carvalho.

Segundo indicações de alunos desse curso, ele é uma boa escolha para quem realmente se identifica com essa área e gosta de ajudar. “Com certeza indico esse curso para mais pessoas, porém, é algo que depende do gosto da pessoa. É uma profissão de grandes responsabilidades”, afirma a aluna da escola técnica Alvorada, Layla Maraísa Sousa.

 

Salário

No Brasil a média salarial de um Técnico de Enfermagem é de R$ 1.825,00, de acordo com o Guia de Profissões e Salários da Catho (Site de classificados e empregos). Porém, não existe um salário mínimo profissional único para Técnicos de Enfermagem no Brasil. O valor vai depender dos acordos sindicais de cada Estado e dos órgãos empregadores. De acordo com João Paulo Oliveira, a média salarial para os Técnicos de Enfermagem no Maranhão é de R$ 1.400,00.

 

Cursos técnicos e empregabilidade

Segundo a Coordenadora-Geral da Eqtei, Andrelina Barros, existem hoje profissionais que são graduados em algumas áreas, mas eles voltaram para as salas de aula de cursos técnicos, justamente pelo mercado de trabalho que os absorve mais rápido. Além disso, são cursos de nível médio técnico e que até mesmo cursando uma graduação pode-se optar pela formação paralelamente. Coordenadores de outras escolas técnicas afirmam terem graduandos de Ensino Superior e eles escolhem fazer um curso técnico pelo mesmo motivo, que é a pouca duração e rápida inserção no mercado de trabalho.

“Escolhi um curso técnico porque é um curso de menor duração e que me deu mais possibilidade de entrar no mercado de trabalho”, diz o Supervisor de Radiologia, formado em Radiologia pela escola técnica e graduando de Engenharia de Produção, Stepheson Costa.

A duração do curso Técnico de Enfermagem em escolas técnicas de Imperatriz, de acordo os alunos e coordenadores, é de 18 meses. Apesar de ser um curso de duração rápida, ainda sim, ocorre desistência em razão de transferência dos próprios alunos para outras cidades e também pelo fator financeiro. A mensalidade desse curso varia entre R$ 107,00 e R$ 150,00.

Os alunos só recebem o certificado de conclusão do curso após terem realizado o estágio, este por sua vez, desenvolve-se em parceria com órgãos de saúde do município de Imperatriz, sendo, portanto, uma obrigatoriedade exigida pelas escolas técnicas. “Sim, é obrigatório e a gente tem convênio com o Socorrão (Hospital Municipal de Imperatriz) aqui ao lado”, declara a Coordenadora-Geral da escola técnica Nova Dinâmica, Débora Vieira Ferreira Rocha. No entanto, os estágios oferecidos para o curso Técnico de Enfermagem não são remunerados.

Das três escolas pesquisadas, só uma delas oferece quatro níveis de estágio, que é a escola Eqtei. Cada estágio dessa instituição dura em média um mês e eles ocorrem em órgãos públicos como postos de saúde, Caps (Centro de Atenção Psicossocial) e Socorrinho (Hospital Municipal Infantil). É através do estágio que muitos alunos conseguem emprego logo após a conclusão do curso.

Conforme o Vice-Coordenador da Eqtei, Oliveira, mais de 70% dos alunos concluem o curso, sendo que, na sede que fica em Imperatriz, foram mais de 350 formados entre 2016 e 2017. Enfatizando-se ainda que, desde 2004 a escola Eqtei já formou mais de 25 mil Técnicos de Enfermagem. Na escola Nova Dinâmica o número de formados nessa área varia entre 18 e 20 por turma, sendo que cada turma inicia com 30 alunos, segundo Débora. E na escola Alvorada a média de alunos formados é de 1 mil, conforme a Coordenadora de estágios, Marinete Cecília.

No entanto, não basta apenas ter realizado o estágio obrigatório e receber o certificado de conclusão do curso Técnico de Enfermagem para atuar na área, isto é, necessita-se ainda, de permissão do órgão competente dessa classe. “Fiquei atuando como estagiária no hospital da cidade enquanto eu recebia a permissão do Coren (Conselho Regional de Enfermagem) para atuar na área”, diz Lyzanndra Costa Ferreira, ex-aluna e formada desde 2016. Dessa forma, o conselho superior estadual que regulamenta a classe dos Técnicos de Enfermagem é o Coren e a nível federal é o Cofen (Conselho Federal de Enfermagem).

 

Ficou interessado?

 

Contatos

 

Escola técnica Alvorada

Endereço: Rua Ceará, 1440, Imperatriz – MA.
CEP: 65901-610

Telefone: (99) 3524-7278

E-mail: [email protected]

 

Escola técnica Nova Dinâmica

Endereço: Rua Coronel Manoel Bandeira, 2395, Centro.

CEP: 65900-010

Telefone: 99 3523-4320 3523-0957
E-mail: [email protected]

 

Eqtei

Endereço: Rua Piauí, 932 – Mercadinho, Imperatriz – MA,

CEP: 65901-600

Telefone: (99) 3523-2032

 

 

About The Author