Select Page

Muito além dos absorventes externos: Conheça cinco alternativas para lidar com a menstruação

Muito além dos absorventes externos: Conheça cinco alternativas para lidar com a menstruação

Brunna Tavares e Gabriela Almeida

A menstruação é um acontecimento natural na vida mulher, faz parte do ciclo reprodutivo e é uma de suas primeiras fases. O ciclo menstrual é a descamação das paredes internas do útero quando não há fecundação. Para reter o fluído as mulheres ao longo do tempo criaram diversas alternativas, no entanto não só acontecimento biológico a menstruação foi tratada como assunto cultural, por isso pouco se data sobre este tipo de registro já que o sangue menstrual virou tabu na sociedade. Do papiro processado no Egito antes de Cristo aos primeiros absorventes descartáveis na Alemanha em 1890, o absorvente sempre fez parte, de alguma forma, da vida da mulher. Considerado uma libertação à mulher moderna, tornou-se uma forma de aprisionamento feminino na atualidade. São diversos os incômodos: alergia, mau cheiro, higienização, desconforto e falta de liberdade. Mas com a tecnologia em mãos, diversos métodos para conter o sangue foram produzidos.

Além de desconfortos, o absorvente externo pode causar diversas doenças e infecções na vagina. Segundo a fisioterapeuta pélvica Karina Coelho, o absorvente convencional abafa a vulva, podendo causar aumento de sensibilidade na região, o que pode levar a mulher a ter vários problemas, como sentir dor na relação sexual por exemplo. “Tem todo esse risco de infecção, vaginite, aumento de secreção, desenvolvimento de disfunção sexual e outras doenças”, ela explica. Há vários tipos de absorventes que dão mais liberdade para a mulher durante esse período, além de serem menos prejudiciais à saúde íntima feminina. Selecionamos alternativas que proporcionassem maior conforto e saúde, com base nas indicações da fisioterapeuta Karina Coelho que nos contou quais tipos de absorvente são menos prejudiciais à saúde íntima da mulher. Conheça cinco alternativas, além do absorvente externo convencional, para lidar com o período menstrual:

  • Absorvente Interno

O absorvente interno é a opção mais comum depois do convencional, ao contrário do externo ele é introduzido no fundo do canal vaginal tendo o objetivo de reter o fluxo antes mesmo de ele passar pelo canal. Alguns também são biodegradáveis, feitos 100% por algodão. 

 

Por que usar? Ele tem a praticidade do coletor, podendo praticar esporte e nadar sem problemas fazendo uso, mas com a facilidade de uso de um externo, sem quaisquer dificuldades na hora da introdução, mas com certos cuidados no primeiro uso e também nas trocas, que devem acontecer a cada oito horas, no máximo. Também não causa problemas a vulva já que ela não fica exposta a química ou abafada durante o período.

Quanto Custa? Um pouco a cima do preço dos externos, mas tão acessível quanto. Custa a partir de R$5 reais.

Onde encontrar? Está a venda em qualquer farmácia.

Mas e as desvantagens? As desvantagens do uso absorvente externo podem estar na adaptação, aprender a colocar direitinho pode ser um desafio no início do uso desse método, além de que se não for bem colocado podem ocorrer vazamentos. É importante lembrar-se de trocar a cada de 4 horas, caso contrário os riscos de infecções são grandes pela alteração da flora bacteriana. Também não é recomendado dormir usando o absorvente interno, então é preciso buscar outro método para atender suas necessidades na hora do sono.

  • Coletor Menstrual

O coletor menstrual é uma opção ainda nova no mercado, que foge totalmente do padrão dos absorventes convencionais. É introduzido na entrada da vagina, ao contrário do interno. É feito de silicone e depois de usado é lavado e reutilizado podendo durar até 10 anos, diferente dos pelo menos 500 anos que os absorventes descartáveis levam para se decompor no meio ambiente. 

Por que usar? Pode ter vida útil de até 10 anos. Além da economia em absorventes descartáveis, é ecológico. A lavagem é simples, apenas agua e sabão. De acordo com Karina, também protege a vulva, se bem utilizado respeitando o tempo de uso, o risco de infecções é muito menor, além de ser hipoalergênico. É possível nadar e praticar atividades físicas com ele, no entanto leva um tempo para se acostumar ao uso do coletor.

Quanto Custa? Fica na faixa de preço de R$29 a R$60. Há também um kit que vende dois por R$ 79.

Onde encontrar? Há diversos sites que ofertam o produto na internet, mas na cidade a venda pode ser encontrada nos seguintes locais:

Doce Desejo (99) 98140-6565;

Desejo Proibido (99) 982175658 ou Rua João Lisboa, 727 – Centro;

Vanessa de Paula (99) 981378777.

Mas e as desvantagens? Aqui também se encontra o problema de adaptação. Aprender a colocar o coletor menstrual e adaptar-se com a retirada periódica para higienização pode ser uma dificuldade, além de ter o trabalho da limpeza, a grande dificuldade de estar em contato com o sangue pode ser uma barreira no início, apesar de que esse contato pode se tornar comum com o tempo, como coloca a usuária e vendedora do coletor menstrual, Vanessa Paula. “A menstruação faz parte do nosso ciclo natural e é um período de renovação, de criatividade, de mergulho interior”, ela diz.

  • Esponja Absorvente

A esponja absorvente, ou Soft-Tampons, é um tipo de absorvente interno descartável, diferente do convencional. É feito de um material parecido com esponja por isso é mais maleável e é livre de componentes químicos. Tem o intuito de permitir que a mulher faça as mesmas coisas que faria se não estivesse no período menstrual, como fazer exercícios e até ter relações sexuais. 

Por que usar? Ela lembra um pouco o uso dos absorventes internos, mas há diferenças. Precisa de certo cuidado na hora de colocar e principalmente de tirar. Necessário fazer a troca a cada 4 horas, mas a vantagem está na liberdade na hora do uso, você pode correr, nadar, ir academia e ter relações sexuais sem problemas. Não é indicado a quem tem fluxo muito intenso.

Quanto Custa? A unidade custa R$10.

Onde encontrar? Doce Desejo, contato (99) 98140-6565;

Desejo Proibido (99) 982175658 ou Rua João Lisboa, 727 – Centro.

Mas e as desvantagens? Se você pensa em não acumular resíduos, essa não é a opção, necessita de uma quantidade maior de trocas entre uma e outra esponja. O preço também pode ser uma desvantagem pela pouca quantidade que vem no pacote e grande necessidade de troca. Há grandes dificuldades na hora de retirar o produto, precisando introduzir o dedo no canal vaginal para poder puxar a esponja, o próprio fabricante indica a procura de um ginecologista caso o produto fique preso no canal.  Se você pretende usar na hora do sexo é preciso o uso de lubrificantes, já que o produto impede a lubrificação natural. Se seu fluxo é grande, descarte essa opção, pois a chance de vazar é maior ainda.

  • Calcinha Absorvente

A calcinha absorvente ou calcinha menstrual é um lingerie com tecnologia absorvente, que retém o fluxo assim como o absorvente externo, mas promete ser muito mais confortável. Dura o dia inteiro, caso o fluxo não seja intenso e quando é dura de cinco a oito horas. 

Por que usar? Lavável, ecológica, além de se adaptar ao seu tipo de fluxo leve, a tanga, para o moderado, a biquíni e no caso do intenso, a hot pant. Ela tem 1/3 da espessura do absorvente externo causando conforto a quem usa e a sensação do uso de uma calcinha normal. Apesar da espessura leve a marca promete a retenção dobrada do liquido por uma tecnologia patenteada pela própria empresa.

Quanto Custa? Podem custar de R$75 a R$95, dependendo do modelo que procura e do local de compra. No entanto podendo parcelar na hora de adquirir o produto.

Onde encontrar? Na cidade ainda não é possível adquirir o produto, mas os sites de venda como a Pantys ou Kouri possuem as mercadorias.

Mas e as desvantagens? Não recomendada para fluxos mais intensos pelo seguinte motivo: necessidade de trocas. Com o fluxo intenso seriam usadas em média quatro calcinhas por dia, o que sairia bem caro a princípio, por não ser um produto barato. Também há o problema de entrar em contato com o sangue, já que a calcinha precisa ser lavada, o que muitas mulheres preferem evitar, e no caso de trocas fora de casa, precisa ser carregada na bolsa até o momento que poderá ser lavada.

  • Absorvente de Pano

O absorvente de pano é bem parecido com o absorvente externo convencional, se diferenciando apenas no material. São feitos de algodão e revestidos de um material impermeável. É usado preso na calcinha assim como o convencional, o tempo de troca pode variar de acordo com o fluxo. 

Por que usar? Apesar de remeter a costumes antigos o absorvente de pano é muito mais atual do que se imagina. Tem duração de 4 anos. Lavável, durável. Não mancham, não causam alergia, muito menos odor. É confeccionado com tecido 100% algodão, logo hipoalergênico, recomendado para as mulheres que sofrem com alergias, irritações, coceiras e corrimentos.

Quanto Custa? Com preço em conta pode chegar de 22,50 a 30,00 reais.

Onde encontrar? Na cidade ainda não é possível adquirir o produto, mas a sites de venda como a Kouri e em diversos sites de venda como mercado livre, aliexpress e elo7 é possível encontrar o produto.

Mas e as desvantagens? Assim como a calcinha, as únicas desvantagens são: precisar ser lavado e, no caso de trocas feitas fora de casa, precisa ser carregado na bolsa, sujo, o que pode não ser ideal para algumas mulheres.

 

About The Author