Select Page

Madame Lulu: banda relata experiência no concurso EDP Live Bands após etapa nacional

Madame Lulu: banda relata experiência no concurso EDP Live Bands após etapa nacional

A mobilização regional levou a banda imperatrizense, Madame Lulu, à etapa nacional do concurso EDP Live Bands realizado em maio 

 

Texto: Gilmar Carvalho e Thalys de Oliveira

Imagens: Divulgação 

Apresentação da banda Madame Lulu no palco EDP Live Bands.

O concurso de músicas e bandas, EDP Live Bands, considerado o principal festival de músicas de ‘bandas de garagem’, teve a presença de uma banda imperatrizense e, o melhor, contou com o apoio da cidade e região, por meio de votos no site oficial do concurso. Após a experiência de terem conseguido chegar à etapa nacional do festival de músicas autorais, a banda Madame Lulu retorna à cidade e conta como aconteceu esta experiência.

De acordo com o vocalista, Ricardo Lima, a experiência de participar pela primeira vez de uma competição desse nível foi única e inspiradora. “Vencer é consequência de todo um trabalho bem executado. Ficar entre os finalistas foi maravilhoso, pois tivemos a real noção de como é os bastidores de uma banda de nível nacional e internacional”, declarou.

Para ele, a competição veio a calhar com os sonhos e projetos futuros da banda. “É uma competição anual. Então, ano que vem contamos novamente com a força de Imperatriz para levar nossa música autoral para fora do nosso estado. Essa experiência foi a melhor que tivemos em nossas vidas”.

Concurso
A terceira edição brasileira do EDP Live Bands proporcionou à Madame Lulu ser reconhecida a nível nacional. A banda pôde competir com diversos grupos musicais do país, foi a mais bem votada do Brasil e única representante da região nordeste. Como prêmio, a vencedora dessa competição, além de gravar um CD, também ganhava a chance de se apresentar em um dos maiores festivais de música na Europa, o NOS Alive 18, em Portugal.

Foram mais de 1500 inscrições na competição deste ano, mas somente 52 bandas passaram para as semifinais. A escolha dos finalistas foi decidida através de votação pela internet no site oficial da EDP Brasil, onde as três primeiras bandas classificadas com maior número de votos avançaram para a final, ao lado de outras cinco bandas indicadas pelo júri. Assim, oito bandas competiram entre si em São Paulo, capital.

Para conseguirem os votos, a banda realizou campanhas e visitas em escolas e universidades, a fim de mobilizar o público e incentivar a votação. As músicas autorais da banda escolhidas para o concurso foram: ‘Simetria’ e ‘Mande um Sinal’. Com isso, a banda garantiu o primeiro lugar na classificação. Em São Paulo, os imperatrizenses competiram com outras sete bandas: Codinome Winchester e DKUKAS (Mato Grosso do Sul), Cabelera e Sound Bullet (Rio de Janeiro), Bibiana Petek (Rio Grande do Sul), Código de Conduta e Jamirulus (São Paulo).

No palco da grande final, a banda de Imperatriz não conseguiu a vitória, que ficou com a banda Sound Bullet de São Paulo. Apesar de não ter vencido a competição Madame Lulu, atingiu uma ótima classificação no concurso EDP Live Bands sendo a única representante do Maranhão nesta edição e com maior número de votos durante o concurso.

Questionados sobre o futuro da banda após a competição, Lima informa que o desejo do grupo é de participar das próximas edições. “O festival nos proporcionou, conhecer produtores culturais, bandas de outros estados, fizemos amizades com as outras bandas. Estamos planejando realizar trabalhos com esses novos parceiros e assim fortalecer ainda mais a união entre as bandas independentes. Enfim, conseguimos enxergar o horizonte mais favorável, depois que conseguimos ser inserido nesse segmento de ‘Festivais de Bandas’ com músicas autorais”, finaliza.

Confira uma das músicas escolhidas para a final:

Para conhecer mais o trabalho da banda acesse:
Instagram 
Facebook 
Youtube
Spotify

 

About The Author