Select Page

Vacinação de idosos

Vacinação de idosos

Todos os anos o Ministério da Saúde promove a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso. Disponibilizada à população na faixa etária de 60 anos e mais, a vacina contra gripe comum visa a prevenção de enfermidades que interferem no desenvolvimento das atividades rotineiras da população em foco, além de reduzir a mortalidade por doenças infecciosas.

Este ano o Ministério da Saúde pretende imunizar 80% da população idosa – o que representa 15.542.469 de pessoas. No entanto a estratégia, que começaria em todo o Brasil no sábado, 24 de abril, teve uma alteração nas regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste. Isso se deve a alguns problemas na entrega das doses de vacina contra a gripe comum, produzida pelo Instituto Butantã, de São Paulo.

Em Imperatriz é possível encontrar em muitos postos de saúde cartazes avisando a mudança, uma vez que todos já haviam sido informados da primeira data. Porém os idosos que tenham problemas sérios de coração, pulmão, rins, fígado, diabéticos, pacientes em tratamento para Aids e câncer ou obesos com grau III, podem se dirigir às unidades de saúde para se vacinarem contra a gripe H1N1, ou se preferir aguardar até oito de maio e tomar as duas vacinas de uma única vez.

O Senhor Elias Caetano, 72 anos, afirma que se preocupa com a saúde e procura manter as vacinas em dia. “Todos os anos eu me vacino e não estava sabendo que o dia da campanha tinha sido mudado, pois vi várias vezes na televisão avisando que seria neste sábado, agora o jeito é esperar até o próximo mês”.

About The Author